11 maio 2021

Açorianos no Mundo: Apresentando o candidato Hugo Desio Rocha

Postado por Diretoria categoria: NOTÍCIAS .

Sou descendente direto de pai e mãe, vindos estes do Arquipélago dos Açores, ambos vindos da Ilha Terceira, sendo meu pai Ireneu Romeiro Rocha da freguesia do Raminho e minha mãe Maria Salomé da Rocha Ormonde da freguesia das Quatro Ribeiras, e após eles toda a minha descendência de avós, bisavós, trisavós e assim por diante.

Pela Casa dos Açores do Rio de Janeiro, frequento esta desde que nasci, e venho sempre frequentando as festas açorianas e almoços de convívio social aos domingos de cada mês, além de participar da diretoria já alguns anos.

O meu interesse pela cultura açoriana vem desde muito cedo, mais precisamente pela arte na pintura, de forma precoce pintei várias telas em desenho a nanquim e lápis de cor, além de outros trabalhos em aquarela e óleo sobre tela, onde já foram ofertados dois quadros da mais significativa importância religiosa e açoriana que foram a Irmandade de Devoção Particular do Divino Espírito Santo de Vila Isabel no Rio de Janeiro e a Igreja de São Bartolomeu na ilha terceira – Açores.

Além de adorar a música portuguesa e a açoriana e suas danças, e sempre vou ao convívio social para além do belo almoço servido, poder apreciar a dança e a música do grupo folclórico Padre Tomás Borba.

Pergunta 1: O que o levou a se candidatar ao cargo de Conselheiro da Diáspora Açoriana pelo Rio de Janeiro?

Sempre foi da minha vontade, acrescentar algo que pudesse gerar um retorno para a comunidade açoriana aqui no Rio de Janeiro e a ideia vinda da Diáspora açoriana de abrir votação para conselheiro aqui no Rio de Janeiro, só veio dar um incentivo maior a alavancar essa despertar que surgiu.

Pergunta 2: Quais as suas expectativas para a formação deste Conselho e suas propostas de projetos dentro do Conselho?

Creio que o conselho num todo venha para gerar inicialmente ideias que podem ou não a serem concretizadas em determinada região, mas que sendo bem acolhidas, serem realizadas em outras regiões. Uma boa proposta mesmo vindo de outra regional, pode ser implantada na regional do Rio de Janeiro e vice versa. As expectativas são enormes, e as possibilidades vistas dessa forma se tornam ainda maiores pela amplitude que este conselho irá gerar.

Acredito que o maior desafio será trazer de volta muitos dos descendentes que estão aqui conosco no Rio de Janeiro e já a muito tempo, não frequentam a casa dos Açores. Visto sobre esse prisma, o maior desafio como projeto será de fazer justamente isso, trazer os que estão fora, para o convívio social açoriano e os que já frequentam, que permaneçam.

Outro projeto será a de mostrar a importância de se ter a cidadania portuguesa, que além de ser o registro oficial, é também de resgatar a descendência açoriana e de que o passo posterior será a de ter o passaporte português que da livre acesso a Europa por inteiro, de forma rápida e privilegiada, além do acesso livre e rápido aos Estados Unidos, Canadá, etc…

Resgata e trás por isso a coincidência açoriana e a portuguesa e com isso trás também um interesse maior a atividades açorianas no Rio de Janeiro.

Pergunta 3: O que seu projetos propostos agregariam à comunidade açoriana no Estado do Rio de Janeiro?

Irá aproximar cada vez mais descendentes diretos ou até mesmo os não-descendentes que sentem vontade de conhecer nossa comunidade açoriana, mostrando nossa cultura tão rica que foi esta a primeira a povoar o sul de nosso país e trazer consigo, sua música, gastronomia, dança. E despertar esta necessidade do registro português para resgatar a vontade de ser descendente de açorianos.

 

 

Nota da Diretoria da Casa dos Açores:

Ressaltamos que a Casa dos Açores do Rio de Janeiro é imparcial à este pleito e não apoia diretamente ou indiretamente ambos os candidatos, seremos apenas uma ferramenta de divulgação para auxiliar o eleitorado em sua escolha, que acreditamos ser a melhor para nossa comunidade.

Até a data desta publicação não recebemos retorno do candidato Antônio Carlos Lapagesse Alves. Assim que tivermos, iremos ceder ao candidato o mesmo espaço que foi cedido aos demais em nosso site e redes sociais.